Primavera

100502583

Saudações,

Dia 23/09…é Primavera! Bem, isso segundo o calendário e tals…por que eu mesma acho que já estamos no verão!

Sabe, adoro o nome primavera! Acho que é também minha estação favorita…assim como o outono, que também gosto muito! Amo flores! E, aliás, amo as flores de cerejeira! Atentem para a foto do post…

Mas nem tenho muito o que falar! A não ser que está calor, estou caindo de sono e cansaço e que preciso trabalhar!

Por isso não vou me prolongar…e já me vou!

Uma boa primavera a todos!

Até mais…

Beiojos de bolo de frutas com coca-cola (que cara de café da tarde!   =P),

Theo Casanova**

P.S.: Nossa, eu precisava fazer isso…fiz uma teste de personalidade especial de primavera…’Que flor é você?’…e deu isso:

Margarida

Meiga, doce e extremamente prestativa. Não restam dúvidas de que você adora estar na companhia de amigos e familiares e os ajuda sempre que precisam. De personalidade, muitas vezes, tímida, prefere não chamar a atenção por atos extravagantes. Gosta de tudo que é simples, prático e clássico. Por isso, maquiagem e roupas discretas costumam fazer parte de seu kit de beleza diário. No campo afetivo, busca um companheiro que lhe dê estabilidade. O lembrete para pessoas com personalidade de margarida é: não corra o risco de se apagar! Destaque-se; arrisque-se em fugir dos padrões de vez em quando. Não tenha medo de se aventurar. No futuro, você terá boas e alegres lembranças.

P.S.S.: Gostei disso! Sou uma margarida!heuheuheuheuh     -.-”

Anúncios

Agradeço

Saudações,

Então, ontem dei uma passada por aqui, para saber como estava andando as coisas. Notei que indicaram meu blog! Puxa, obrigada!

Mesmo, mesmo! O que mais quero é que gostem do meu blog, é uma indicação é uma resposta positiva…não é? Assim sendo, agradeço de todo o coração!

Uma outra coisa…a respeito do post anterior. Primeiro, eu sei que não preciso prestar contas do que faço ou não. Sei muito bem disso…Segundo, pois as pessoas acabam ficando com medo de mim. Foi o que aconteceu com meu namorado… =P

Assim, raramente coloco textos de outras pessoas aqui e se faço isso, dou os devidos créditos. Conclui-se que os textos são meus. E de onde tiro inspiração pra textos como dos posts ‘Pensamentos’ e ‘Pesar’? Bem, além de ser da minha mente superfértil, pode ser ou de histórias que invento ou até do meu passado.

Quem é Ellen, do post ‘Pensamentos’? Ela é uma personagem minha…eu adoro ela! Mas depois falo sobre ela…

Em ‘Pesar’ me inspirei em meu passado, uns cinco meses atrás, mais ou menos.

As vezes, quando quero postar mas não tenho assunto, apenas me sento e começo a digitar. E é o aconteceu em ‘Pensamentos’

Explicado? Então agora vou-me pra escolinha…merda!  heuhueheu

Agradeço novamente a quem indicou ou vai indicar meu blog…espero que continuem a gostá-lo!       =D

Até mais!

Beiojos de torta de limão,

Theo Casanova**

Pesar

Quero tanto o amor que já nem sei mais o que siginifica este sentimento.

Com esta ignorância, se esvairam de mim todos os sentimentos. Todos eles. Bons e ruins. Não sinto mais nenhuma raiva, ansiedade, felicidade. Apenas vivo. Ou, melhor dizendo, sobrevivo.

Não quero mais nada agora. E o que lhe disse no começo já nem faz algum sentido. Neste reboliço de cores, apenas enxergo o cinza. O preto e o branco que se misturam. Quase um monocromatismo, completando minha visão. Preenchedo o meu ser.

E a quem mais posso culpar se não a minha própria pessoa? A quem vou apontar dizendo ” Foi este o culpado! Levem-no para longe, onde não possa mais ferir.”

Eu teria que me apontar e minha única culpa: ferir a mim mesma. E será essa uma vitimização? Se é que posso dizer que esta palavra existe.  Será que estou aumentando o que aconteceu – e acontece – com a minha pessoa?

No entanto, não posso dizer que isso foi radical ou de uma hora para outra. Foi uma destruição gradativa, que cresceu lentamente em meu interior. Cheguei ao fundo do poço? Ou há algo mais abaixo? Lugar este onde irei depois de tanto tentar subir pelas paredes deste poço. Terei forças? Estarei sozinha ao fazer isto?

Apenas sei que agora estou. Quero dizer que agora estou sozinha. As pessoas que me rodeiam talvez nem mesmo saibam o que se passa pela superfície de meus olhos, quem diria no mais profundo e escuro de minha alma…

Já disse, talvez…digo, creio que não saibam de minha covardia. E, como uma pessoa normal, deveria me orgulhar desta. A covardia que possuo de não conseguir tirar minha vida (sobrevida…?). Como disse, deveria me orgulhar disto. Mas não. Apenas sinto por não ter criado esta coragem. Por não conseguir me poupar deste sofrimento, esta lamúria. Por não poupar os outros de mim.

E, afinal, não é que não se esvairam todos os sentimentos de mim? Restou o pesar.

Somente o pesar.

Pra você guardei o amor

Saudações,

Bem…não vou fazer uma edição de música.

Eu adoro essa música…pelo simples fato de que fico sem fôlego pra cantá-la! heuheuheuhe           

Mas o real motivo é que um vídeo mostra a pessoa responsável pela música. Prestem atenção, não foi o nosso querido Nando Reis e, sim, o ilustre Sérgio Reis.

Fora isso…aproveitem a música. Mas hoje estou cansada para colocar a letra…heuehuheu             Além do mais, ela está em português…não deve haver muitos problemas com a letra. Qualquer coisa, depois eu coloco…!

Eu vou indo!

Beiojos de bolo de laranjica (laranja-banana nanica),

Theo Casanova**

P.S.: Dá pra perceber as anotações…desconsiderem-nas…se não meu post perde o sentido! Valeu…heuheuheuehueh