Para uma amiga…

03/08/2011

Nem mesmo sei se irá ler.

Faz tanto tempo que não nos vemos, que parece que nunca existiu sequer afeto entre nós. Hoje recuperei parte do que perdi ou que joguei fora.

Antes de nos separarmos, iniciou-se em mim um pequeno processo de raiva. Até alguns minutos eu jurava ter raiva de você.

Foi quando resolvi olhar novamente o meu blog e dar uma passada no seu que isso tornou-se claro. Minha vida mudara e eu tinha raiva de ter que passar por algo tão difícil. De um jeito tão abrupto minha cabeça e meu coração cortou laços antigos para dar lugar à novos.

E então, lendo o post de um determinado dia, um laço voltou a se formar, forte como à tempos não o sentia. Como eu queria estar com você para simplesmente te dar um forte e longo abraço, consolando ao menos uma pequena parcela da dor que estava sentindo. Mas não estava contigo. Me doeu saber disso e percebi que me faz falta.

Falta as tuas bobagens, teus papos pornográficos, as teorias que formulávamos, teu riso incomum,  tuas manias de me abraçar e mecher no meu cabelo…enfim, coisas de juventude que perdi quando, tão cedo e de repente, tive de assumir responsabilidades e me tornar adulta.

Sinto tua falta. E sinto pelo que teve de passar.

Anúncios